Página InicialSobreBlogContato
Fale Conosco:
Icone de contato

(13) 4101-0010

Icone de contato

contato@hexagon.pro

Blog

Ícone de página

Tecnologia auxiliando os Portos Digitais

20/10/2022

Compartilhe nas redes sociais:

http://api.hexagonpro.info:1337Portos Digitais.png

Portos Digitais , sim isso já é um realidade.

Os principais e mais importantes Portos estabeleceram metas para se tornarem sustentáveis (emissão zero) até 2040.

E isso é uma boa notícia.

Estamos falando em uma transformação onde os Portos passam a se tornar digitais.

Os Portos estão passando por mudanças importantes, deixando de ser uma simples porta de entrada do transporte marítimo e passando a apoiar as indústrias para importação e exportação de mercadorias.

Neste cenário, as indústrias passam a se tornar empoderadas como ecossistemas, permitindo que diversos players realizem operações diversas.

Desta forma, é seguro dizer que os portos estão se tornando uma força para que estes players (governamentais e privados) se envolvam em esforços para fornecer os melhores serviços.

Neste sentido, os Portos Digitais tornam-se r portos sustentáveis, melhorando seu desempenho em uma rede que envolve transporte, energia e informação/digital.

O setor multimodal

As cadeias de suprimentos multimodais envolvem diferentes meios de transporte, como portos marítimos, portos fluviais ou terminais combinados.

Neste setor, as tecnologias digitais podem apoiar a sincronização de ações realizadas por vários players.

A digitalização permite que os envolvidos se mantenham atualizados e tomem ações corretivas e mitigadoras com base no andamento do transporte em suas etapas anteriores e na disponibilidade de capacidades nas etapas seguintes.

Ao recolher e fornecer informação sobre o respetivo estado das remessas de entrada e saída movimentadas por diferentes meios de transporte, os então Portos Digitais, desempenham um papel essencial na previsão e prescrição de ações.

Os Portos Digitais, podem, assim, abrir caminho para um futuro mais sincronizado das cadeias de abastecimento.

Isso, no entanto, exige que os portos desenvolvam sua maturidade digital, tanto para um desempenho eficiente e sustentável, quanto para fornecer fluxos de dados para um planejamento mais confiável para seus clientes, permitindo gerenciamento flexível.

Os Portos Digitais também têm uma grande possibilidade de fornecer energia sustentável para os vários sistemas de transporte.

Pressionado para que o setor se torne mais sustentável, tanto o transporte marítimo como o fluvial podem contribuir para a introdução de energia sustentável.

Além disso, os Portos Digitais sustentáveis geram serviços adicionais de criação de valor para seus clientes, proprietários e o mundo exterior.

Os Portos Digitais permitem que um porto marítimo se torne um nicho de transporte e informação, proporcionando um meio importante para uma melhor integração na cadeia de abastecimento.

Ou seja, por meio dele é possível concentrar uma capacidade digital necessária para operar como um porto sustentáve.

Um oceano azul para os Portos Digitais

A boa notícia é que os Portos Digitais conseguem fornecer energia necessária para que ele atue de forma sustentável, tanto para suas próprias operações quanto para fornecer energia sustentável aos visitantes.

Uma questão-chave torna-se então como os portos organizam suas infraestruturas digitais para fornecer os resultados benéficos desejados.

Os Portos Digitais passam a atuar tanto como consumidor quanto como provedor de informações/serviços digitais, para ser eficiente, sustentável e resiliente em seus papéis complementares.

A “tendência” da digitalização está a encorajar soluções que se caracterizam por:

  • Interoperabilidade: permitindo que vários ambientes de compartilhamento de informações se conectem e os dados sejam coletados e originados de diferentes tipos de sistemas dentro e fora do porto.

  • Modularização: permitindo que diversos casos de uso sejam suportados por diferentes aplicativos, evitando custos de manutenção.

  • Padronização: permitindo custos de investimento reduzidos para se conectar.

Os Portos Digitais direcionam a atenção para a geração e compartilhamento eficientes de:

  • dados de infraestrutura conectada,
  • recursos e player,
  • sincronização de atividades,
  • novas oportunidades de negócios.

Desta forma, os Portos Digitais tornam-se um facilitador para trocas de decisões fundamentadas sobre planejamento e coordenação com base em informações sobre transporte e utilização de infraestrutura e com base no status do objeto de transporte e nas necessidades do comprador.

Ou seja, estes Portos Digitais permitem potenciar as suas capacidades como transporte (logística), energia, mas também como centro de informação que fornece dados importantel para o mundo exterior.

O conceito digital atende às seguintes necessidades:

  • Possibilidades aprimoradas de coordenar e sincronizar o uso de veículos e meios de transporte, minimizando o tempo ocioso e as milhas vazias;

  • Utilização maximizada da capacidade de armazenamento, para fornecer informações atualizadas de rastreamento;

  • Maximizar a utilização de infraestrutura e recursos – para players portuários;

  • Acompanhamento da carga para reposicionamento e distribuição.

É importante ressaltar que os Portos Digitais também podem cumprir um papel fundamental no contexto da introdução da "janela marítima" , que exige muito mais informações a serem compartilhadas digitalmente, fornecendo aos proprietários de cargas uma base para relatar às autoridades.

Entendendo a maturidade digital portuária para orientar os portos em direção a um futuro mais sustentável

Os Portos Digitais estão em diferentes posições e adotarão diferentes graus de digitalização.

Alguns, deram passos para se tornarem pioneiros na adoção de tecnologias avançadas para colaboração, sincronização, automação e análise. Mas, em muitos portos menores, grande parte da informação não é gerenciada por meios digitais.

Para a maioria dos portos, as habilidades de digitalização são apenas uma pequena parte de seu conjunto de capacidades.

Poucos portos menores (e médios), podem executar projetos de digitalização maiores. No entanto, há um movimento de simplificação de soluções tecnológicas, menos complexas e para casos de uso específicos.

O modelo de maturidade toma uma estratégia de digitalização como base para informar as ações nas etapas subsequentes.

A primeira etapa é alcançada com uma infraestrutura digitalmente conectada, a segunda é a conquista da colaboração digital (tanto entre os atores portuários quanto se estabelecendo como uma parte da comunicação com o mundo exterior) e a etapa final é ter serviços definidos e modelos de negócios para a atividades digitais.

O modelo de três etapas proposto está, portanto, alinhado com vários modelos que enfatizam as capacidades colaborativas dentro e fora do porto.

Modelo de maturidade para desenvolver a maturidade digital portuária

O modelo usado pelo Porto da Suécia, tornou-se um modelo que permite que outros portos adote uma abordagem gradual para desenvolver sua maturidade digital.

O modelo toma a estratégia digital do porto como ponto de partida e, em seguida, identifica diferentes casos de uso e serviços digitais nos três níveis de maturidade.

Caso o porto não tenha estabelecido uma estratégia digital, o modelo incentiva seu estabelecimento como a estrutura do porto para apoiar o desenvolvimento de sua maturidade digital.

Uma estratégia digital inclui os objetivos e os planos de ação necessários para atingir esses objetivos. Ele se baseia em um inventário de quais partes da infraestrutura podem ser conectadas e analisa quais são as necessidades.

A primeira etapa do modelo é a infraestrutura conectada , o que significa que a infraestrutura e os recursos disponíveis no porto podem ser monitorados e controlados no sentido original da internet das coisas.

Estes podem ser, por exemplo:

  1. objetos físicos conectados (cais, pontes, áreas de armazenamento, etc.),
  2. veículos de trabalho e transportadores de carga.

Ou seja, uma infraestrutura conectada é um recurso digital básico que pode agilizar as operações portuárias e reduzir custos.

Também pode dar aos operadores portuários a oportunidade de aumentar o controle sobre sua infraestrutura e recursos em relação ao seu status e utilização atual para melhorar a eficiência e as necessidades futuras de capacidade como entrada para o planejamento.

Quando a infraestrutura conectada está instalada, é possível compartilhar dados dentro de uma organização, mas também entre players portuários.

Tal habilidade é chamada de Colaboração Digital.

Isso significa que os players ortuários, com base no compartilhamento de dados, podem criar melhores condições de planejamento em toda a situação geral, permitir uma melhor visibilidade da cadeia de suprimentos e comunicar informações sobre o status de mercadorias e transporte.

Para uma colaboração digital eficaz, são necessários padrões para compatibilidade entre os sistemas atuais, tanto técnica quanto semanticamente.

Uma vez que a infraestrutura está conectada e a colaboração digital é estabelecida entre os atores relevantes, novos serviços e modelos de negócios podem ser projetados.

Estes podem ser oferecidos pelo próprio porto, por outros players em nome do porto ou por terceiros.

Considerações Finais

Exemplos de tais serviços podem fazer parte de mercados (digitais) para transportadores de carga vazia, fornecimento de energia, áreas de armazenamento e horários de slot para visitas episódicas.

Guiado pelo modelo de maturidade digital, o objetivo é garantir que os portos se tornem digitalmente integrados para apoiar os objetivos nacionais da Suécia de serviços de transporte eficientes e sustentáveis.

Apenas 20% dos 4.900 portos do mundo estabeleceram ou planejam estabelecer recursos digitais para garantir a conectividade da cadeia de transporte.

Supõe-se que a situação seja a mesma para portos secos, terminais combinados e centros logísticos. Esta é uma grande divisão digital na forma de cadeias de transporte eficientes, ecológicas e resilientes.

Compartilhe nas redes sociais:

Notícias relacionadas

Transformação Digital .png
27/11/2022

A transformação digital depende da implementação de sistemas inteligentes

Web Summit.png
08/11/2022

HexagonPro marcou presença no Web Summit 2022

TI e Portos .png
21/10/2022

Tendência de TI: Como elas impactarão os Portos?

Veja todos os posts